Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Escapadinha pelo Porto - Parte 1

por Os bloggers, em 10.10.17

Já há algum tempo que queríamos fazer uma escapadinha pelo Porto. Já tínhamos estado diversas vezes no Porto, mas a maioria das vezes por compromissos profissionais ou de passagem e sem nunca ter tido oportunidade de visitar a cidade com a merecida atenção.

DSC02504.jpg

Chegou a vez de fazermos a desejada escapadinha pela capital do Norte!

Estivemos no Porto 3 dias e 2 noites no início deste mês. Perfeito para visitar as principais atracções da cidade!

DSC02462.jpg

Tivemos sorte com o tempo. O Sol de Outono com que Outubro nos brindou foi perfeito para passear, calcurreando a cidade.

Ficámos no hotel Moov Hotel Porto Centro, em pleno coração da baixa, com uma excelente localização e relação qualidade / preço.

A quantidade de turistas com que nos cruzámos vem testemunhar que o Porto está na moda, quer para o turismo nacional, quer internacional (não só Europeu, mas também Asiático). Com o sotaque do Norte mistura-se o som de várias línguas. É bom saber que Portugal é cada vez mais escolhido como destino de férias!

Durante a nossa escapadinha visitámos muitos dos pontos principais da cidade, que de seguida mencionamos.

 

- Cruzeiro das 6 pontes no Douro: há imensos barcos turísticos no Douro, durante todo e dia, a viagem custa cerca de 15 euros e dura 50 minutos. Soube muito bem navegar no Douro e admirar do rio as suas 6 pontes e as belas margens do Porto e de Gaia. Passeio bonito e relaxante!

DSC02457.jpgDSC02477.jpgDSC02473.jpgDSC02490.jpg

 

- Caves do Vinho do Porto: quem vai de visita ao porto tem de fazer uma visita obrigatória a uma das várias Caves do Vinho do Porto. As caves localizam-se na margem Sul do Rio Douro, em Gaia. Visitámos as Caves Calém. Gostámos de conhecer uma das Caves do Vinho do Porto e um pouco mais da história e do processamento deste vinho, que leva Portugal além fronteiras. As visitas são guiadas e processam-se em várias línguas, mediante horários previamente definidos. Os bilhetes genéricos ficam por 10 euros.

DSC02814.jpgDSC02840.jpgDSC02849.jpg

 

- Igreja e Torre dos Clérigos: construída no século XVIII, pela Irmandade do Clérigo e projecto de Nicolau Nasoni, é hoje considerada um dos principais pontos de interesse da cidade. A arquitectura interior é harmoniosa e as vistas da Torre sobre a cidade fantásticas. Ficou a faltar um pouco mais de orientação para a visita, pois quando entrámos o circuito que deveria ser seguido não estava indicado e tanto nós como outros visitantes ficámos um pouco baralhados (no final da nossa visita já havia um circuito delineado para quem chegava...). Nos Clérigos comprámos bilhete conjunto para os Clérigos, Palácio da Bolsa e Museu da Misericórdia - o conjunto ficou a 12.5 euros por pessoa.

DSC02597.jpgDSC02613.jpgDSC02624.jpgDSC02635.jpg

 

- Palácio da Bolsa: gostámos imenso de visitar este local. Foi uma agradável surpresa conhecer este sítio pela magia colorida impressa na suas paredes e tectos, com destaque para o Salão Árabe. O edifício data do século XIX e pertence à Associação Comercial do Porto, mantendo-se ainda hoje em funcionamento, para actividades da própria Associação e eventos sociais, culturais e políticos. As visitas são exclusivamente guiadas e em várias línguas (mediante horário).

DSC02881.jpgDSC02925.jpgDSC02924.jpgDSC02889.jpgDSC02902.jpgDSC02917.jpg

 

- Museu da Misericórdia: apresenta vários pisos e salas que ilustram a história da Misericórdia do Porto e é possível entrar na Igreja da Misericórdia pelo interior do Museu, que é muito bonita.

DSC02757.jpgDSC02759.jpgDSC02768.jpgDSC02772.jpgDSC02776.jpg

 

- Livraria Lello: é considerada uma das mais belas livrarias do mundo, parecendo saída de um conto de fadas e feiticeiros... A arquitectura interior é única e atrai turistas de todo o mundo. As filas para entrar vêem-se à distância! A entrada custa 4 euros, mas o valor é inteiramente descontado na compra de livros. É efectivamente um sítio muito bonito, mas com a enchente de turistas, parece-nos que acaba por perder um pouco da essência de livraria, tal é a confusão de turistas a disputar a escadaria para tirar a melhor foto do melhor ângulo!... Escolher livros torna-se uma tarefa díficil, no meio de tamanho rebuliço!

DSC02670.jpgDSC02648.jpgDSC02662.jpgDSC02687.jpgDSC02694.jpg

 

Perto da Livraria Lello e dos Clérigos, não deixámos de espreitar a Igreja do Carmo e a Igreja dos Carmelitas.

DSC02704.jpgDSC02709.jpgDSC02713.jpg

 

Há ainda muito por desvendar acerca do Porto... principalmente passeios ao ar livre, por sítios muito bonitos...

 

Escapadinha pelo Porto - Parte 2

Escapadinha pelo Porto - Parte 3

 

Bons passeios!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Parque dos Moinhos de Santana

por Os bloggers, em 14.08.17

Há alguns dias deram-nos uma dica no Instagram sobre um fantástico parque no Restelo que se distingue por possuir dois moinhos de vento, ficámos logo com o bichinho para o conhecer. Aproveitando o quente final de tarde de sábado, estavam reunidas as condições para conhecer este parque, o Parque dos Moinhos de Santana

DSC00552.jpg

O Parque dos Moinhos de Santana, como já referimos, tem a particularidade de possuir dois moinhos de vento que datam do Século XVIII, sendo os únicos moinhos restaurados que testemunham a actividade moageira que abastecia de farinha a cidade de Lisboa.

DSC00530.jpg

O Parque abriu ao público em 1997 e encontra-se muito bem preservado. Nos seus 5 hectares, possui enormes relvados com árvores adultas que criam muito sombra e permitem agradáveis piqueniques, se preferirem algo mais cómodo, existe também um parque de merendas com mesas, um enorme parque infantil, um lago, uma cascata, um ringue de patinagem, um circuito de mini-golf e sanitários. Durante o nosso passeio encontrámos também alguns gatinhos muito dóceis que pareciam ser "habitantes" do jardim e também tivemos a oportunidade de apanhar pinhas com pinhões.

DSC00545.jpgDSC00501.jpgDSC00525.jpg

Em relação aos moinhos, apesar de se notar que foram restaurados, neste momento já necessitam de mais alguns cuidados, nomeadamente ao nível do cata-vento que já se encontra danificado.

DSC00509.jpgDSC00541.jpgDSC00532.jpgDSC00536.jpg

Durante o passeio pelo parque já nos tinha saltado à vista a Ponte 25 de Abril e o Cristo Rei, mas é quando chegamos junto aos moinhos que podemos vislumbrar toda a vista sobre Belém e o Rio Tejo. Além de ser um bonito parque é também mais um bonito Miradouro de Lisboa.

DSC00534.jpgDSC00521.jpg

O estacionamento na zona é muito fácil e o acesso ao parque é gratuito, mas convém não esquecer o horário de funcionamento, que até ao final de Setembro é entre as 9h e as 20h. E fecha mesmo às 20h, distraímo-nos um pouco e quando chegámos ao portão já estava encerrado!

Quem diria que no meio da cidade havia algo deste género!

DSC00522.jpg

Bons passeios!

 

Parque Moinhos de Santana

Rua Trisão Vaz, Lisboa

Coordenadas:
38° 42' 33.14'' N
9° 12' 21.44'' W

Horário
Outubro a março das 09h00 às 18h00
Abril a setembro das 09h00 às 20:00

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Escapadinha em Montemor-o-Novo

por Os bloggers, em 08.03.17

O prometido é devido e aqui está então o nosso post sobre a nossa mais recente escapadinha pelo Alentejo.

Foi no último fim-de-semana de Fevereiro que nos aventurámos novamente por terras alentejanas, desta vez por Montemor-o-Novo.

DSC07993.jpg

Trata-se de um cidade alentejana, do distrito de Évora, a pouco mais de 1 hora de Lisboa, muito perto de Arraiolos e de Vendas Novas, onde aliás também estivemos.

Trata-se de uma cidade simpática, com ruas pitorescas e vigiada pelo castelo que, lá no alto, domina a paisagem.

DSC08106.jpgDSC08088.jpg

O Castelo de Montemor-o-Novo abrigava originalmente nos seus muros a povoação que, ao crescer, se expandiu pela encosta a Norte. Documentos históricos confirmam que foi neste local que Vasco da Gama projectou a sua viagem para a Índia. Apesar de estar em ruínas, é um espaço agradável para se dar um passeio e por momentos voltar ao tempo dos reis. No recinto podemos ver o Convento da Saudação, a Igreja de São Tiago, o Centro Interpretativo do Castelo, escavações arqueológicas do antigo povoado, ruínas dos Paços do Concelho e Cadeia, ruínas do Paço dos Alcaides e a Igreja de S. João Baptista. Do Castelo avistámos também a cidade, os campos e vales circundantes. Enquanto lá andávamos percebemos que estavam a decorrer filmagens, possivelmente para um programa cultural. A entrada no recinto do castelo é gratuita.

DSC08092.jpgDSC08091.jpgDSC08114.jpgDSC08122.jpgDSC08109.jpgDSC08096.jpg

Mas as surpresas não são apenas as que aparecem nas alturas, descobrimos um belo segredo subterrâneo por aquelas paragens, que muito gostámos de explorar.

Estamos a falar da Gruta do Escoural, que foi descoberta em 1963 numa pedreira próxima de Santiago do Escoural. Aquilo que começou por se revelar uma câmara funerária utilizada na época Neolítica, veio a revelar outros segredos - pinturas e gravuras rupestres, as primeiras atribuídas em Portugal ao Paleolítico Superior. A visita visita começa no Centro de Interpretação em Santiago do Escoural, para nos familiarizarmos com a história do local e depois seguimos de carro para a Gruta (a cerca de 3 km), cuja história, pinturas e gravuras nos são detalhadamente apresentadas por uma simpática guia. É um espaço muito bonito e que nos despertou imensa curiosidade. Infelizmente não é permitido fotografar, por isso a foto do interior que apresentamos foi retirada da Web. As visitas carecem de marcação prévia, para mais informações espreitem aqui. A visita fica por 3 euros para os adultos, é gratuita para crianças até aos 12 anos e fica a 1,5€ para +65 anos e portadores do cartão jovem.

DSC07982.jpgDSC07984.jpg096.jpg

Depois de sairmos da Gruta do Escoural, fomos conhecer a Anta-Capela de Nossa Senhora do Livramento. Esta peculiar construção resulta de uma Anta Neolítica que terá sido erguida entre meados do IV e meados do III milénio a.C e que em meados do Séc. XVII foi transformada numa capela. É considerada Monumento Nacional desde 1910. A Anta-Capela está localizada numa herdade, a estrada é estreita e sinuosa mas vale a pena percorrê-la para ver este monumento, desfrutar da paisagem e do silêncio da planície alentejana.

DSC08000.jpgDSC08001.jpgDSC08015.jpg

Na nossa escapadinha ainda conhecemos um hotel especial, um restaurante típico (agradável surpresa!), demos um pulo a Arraiolos e passámos em Vendas Novas.

Não percam os próximos episódios!

Bons passeios!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Mergulhar no Oceanário

por Os bloggers, em 01.02.17

Sabe sempre muito bem "mergulhar" no Oceanário e numa tarde percorrer todos os Oceanos e os diversos habitats marinhos do Mundo.

O Oceanário de Lisboa, desde que abriu ao público na Expo 98, é um verdadeiro oceano de sucesso, a mostrar, valorizar e na conservação da vida dos oceanos.

DSC07670.jpg

A última vez que lá tínhamos estado foi há sensivelmente um ano e no passado fim de semana "mergulhámos" novamente neste mundo dos mares (lembram-se da iniciativa do Planetário?).

A exposição permanente consiste num grande aquário central, com 5 milhões de litros de água salgada, com uma fauna e flora variada.

DSC07561.jpgDSC07715.jpgDSC07738.jpg

Durante a visita "mergulhamos" em quatro habitats marinhos. O percurso desenrola-se em dois níveis, o terrestre e o subaquático, atravessando as águas temperadas, tropicais e frias dos diferentes oceanos do planeta.

DSC07753.jpgDSC07781.jpgDSC07863.jpg

No ano passado apanhámos as lontras na hora da sesta, desta vez acertámos em cheio no horário "lunch time"... foi maravilhoso ver a Micas e a Maré divertidamente a digerir a sua refeição, dada por uma colaboradora do Oceanário. Este foi o ponto alto da visita!

 

DSC07624.jpgDSC07648.jpgDSC07684.jpg

Sabiam que as lontras têm um metabolismo muito acelerado e por isso precisam de comer diariamente o equivalente a 30% do seu peso, o mesmo que um humano adulto comer 100 hambúrgueres por dia? Ufa!!!

DSC07853.jpgDSC07810.jpgDSC07826.jpg

Para terminar a visita gostamos de nos sentar alguns minutos a contemplar as espécies do tanque central, entre todos, salta-nos sempre à vista o Peixe Lua pela sua invulgar forma e as Raias e Mantas que atravessam o tanque em "voos" majestosos.

DSC07816.jpgDSC07797.jpg

E vocês, há quanto tempo não visitam o Oceanário?

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Fomos ao Planetário!

por Os bloggers, em 21.12.16

O Planetário Calouste Gulbenkian, ali mesmo ao lado dos Jerónimos, faz parte do imaginário da nossa infância... Lembramo-nos perfeitamente de o ter visitado na Escola Primária e de termos ficado fascinados com as estrelas, os cometas, o som... lembram-se da música que acompanhava a viagem pelo mundo dos astros? Que memória deliciosa!

DSC07146.jpg

A iniciativa "Conheça o Espaço e o Mar num Vaivém" foi a oportunidade perfeita para re-visitar o Planetário e ainda receber um voucher gratuito para visitar o Oceanário. Só coisas boas!

DSC07139.jpgDSC07130.jpg

Soube muito bem visitar este local que guardávamos com muito carinho na memória. Embora sem provocar a mesma emoção da descoberta do Universo que sentimos na infância, gostámos da visita e considerámos que continua a ser um local muito didáctico para levar as crianças em idade escolar, o público alvo para a exibição.

E vocês, há quanto tempo não visitam o Planetário?

Bons passeios!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

Uma visita ao Palácio Nacional da Ajuda

por Os bloggers, em 07.12.16

No último Domingo aproveitámos a trégua da chuva e o facto de ser o primeiro Domingo do mês (museus e palácios gratuitos) para ir visitar o Palácio Nacional da Ajuda. E foi desta forma que passámos um belo fim de tarde pelos lados da Ajuda.

O Palácio é imponente e muito bonito! Ainda hoje é cenário de cerimónias protocolares de representação de Estado.

DSC07048.jpg

O Palácio da Ajuda começou a ser construído no século XVIII, mas só no século XIX viria a ser residência oficial da família real. Foi com a subida ao trono de D. Luís I (1838-1889), mais concretamente por volta de 1861 que foram feitas obras indispensáveis na estrutura do edifício para acolher o novo rei.

DSC07001.jpgDSC07005.jpg

As principais alterações na decoração dos interiores do palácio começaram em 1862, ano do casamento do rei com D. Maria Pia (1847-1911). A nova rainha era uma visionária, grande apreciadora de arte e das novas tendências. Assim, grande parte da decoração do palácio tem uma forte influência dos gostos pessoais da rainha, tendo vindo de vários cantos da Europa.

DSC07012.jpgDSC07013.jpgDSC07016.jpg

Dentro do palácio ficámos deslumbrados particularmente com a sala da música, a sala do trono e com as salas de refeições, particularmente a que estava destinada aos grandes banquetes, com capacidade máxima de cerca de 600 pessoas. É importante focar também que D. Maria Pia teve provavelmente a primeira casa de banho portuguesa com circulação de água quente e fria e que incutiu na corte a importância do banho, até então nem sempre vista com bons olhos!

 

DSC07009.jpgDSC07017.jpgDSC07025.jpgDSC07038.jpgDSC07043.jpg

Apreciámos também a paisagem através das janelas reais. As vistas para o Tejo são muito bonitas!

DSC07031.jpg

Não pudemos também deixar de referir que admirámos o orgulho e vocação com que os funcionários respondem às questões acerca do espaço.

Bons passeios culturais!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

A Expo 98 atingiu a maioridade!!!

por Os bloggers, em 08.07.16

A Expo 98 já foi há 18 anos!!!

Uma verdadeira eternidade e parece que ainda foi ontem!!!

IMG_20160318_131330.jpgDSC_0203.jpg

Ainda andávamos no secundário e tanto um como outro fomos à Expo 98 quer com os colegas de escola, quer com a família (em separado, ainda não nos conhecíamos!). Adorámos! Adorámos o Pavilhão da Utopia, o Pavilhão de Portugal... o de Macau, o do Sri Lanka, o da Swatch com a simulação das 4 estações... Os espectáculos de rua, os vulcões (que ainda hoje "explodem"), os passaportes para carimbar... Gostámos muito de tudo!!! 

DSC_0196.jpgDSC_0213.jpgDSC_0204.jpg

Bem, a nossa memória da Expo 98 remonta aliás aos tempos da escola primária (quase uma década antes do grande acontecimento), quando nos lembramos de participar num concurso para dar nome à mascote, que se viria a chamar Gil - um nome que se veio a revelar simples, mas engraçado e com significado para o povo lusitano. Também se recordam desta iniciativa? A XX lembra-se de ter sugerido o nome "Ondulino" ou "Ondino" para aquele boneco engraçado de cabelo em forma de onda. Eh eh eh!

IMG_20160318_131537.jpgDSC_0193.jpg

Bem, vieram-nos à memória estas lembranças da Expo 98 depois de termos estado no Parque da Nações no passado fim de semana a ver o Lisboa Air Race 2016.

DSC04049.jpgDSC03852.jpgDSC03800.jpgDSC03965.jpg

É muito agradável constatar que da Expo 98 nasceu uma pequena cidade dentro da cidade, o Parque das Nações, que se revela uma zona muito bonita de Lisboa. Portugal e Lisboa souberam re-aproveitar na perfeição aquilo que foi o recinto da Expo 98 e onde hoje gira grande parte da vida da capital.

Ficámos particularmente a dar valor a este facto, quando visitámos Sevilha e constatámos que o local da Expo 92 de Sevilha é praticamente um parque fantasma.

DSC02426.jpgDSC02422.jpgDSC02458.jpg

E que tal um passeio no Parque das Nações para matar saudades? :)

 

P.S.: Já repararam que temos aqui um passatempo para um super espectáculo?

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

Perdidos por Trás-os-Montes...

por Os bloggers, em 19.05.16

Durante 3 dias perdemo-nos por terras de Trás-os-Montes e Alto Douro e gostámos muito...

Não visitámos tudo, mas o que conhecemos deixou o desejo de voltar.

Apanhámos a A1 com rumo até ao Norte. O nosso primeiro destino era Vidago, mas com umas paragens estratégicas pelo caminho.

 

Dia 1:

- Minas da Borralha (freguesia de Salto, concelho de Montalegre): a nossa primeira paragem foi nas antigas Minas da Borralha. Estas minas onde se explorava Volfrâmio foram durante décadas um importante pólo laboral e populacional, cuja actividade mineira começou durante a primeira guerra mundial e que atingiu o seu período áureo nas décadas de 40 a 60. As minas fecharam em 1986. Hoje resta-nos apreciar a beleza invulgar do local, através de vários trilhos e conhecer a sua história no "Centro Interpretativo das Minas da Borralha", que abriu em 2015. Nunca tínhamos visitado umas antigas minas e considerámos a experiência diferente e bastante enriquecedora.

DSC01849.jpgDSC01887.jpgDSC01890.jpg

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Aproveitámos um dos últimos fins de semana chuvosos e visitámos o velhinho, mas sempre vivo e dinâmico, Aquário Vasco da Gama.

Há imenso tempo que o tencionávamos revisitar visto que já não o fazíamos desde a infância.

DSC09804.jpg

Ambos tinhamos na memória a lula gigante, as otárias e os múltiplos aquários.

DSC09740.jpg

DSC09779.jpg

 

Chegou a altura de avivar a memória e voltar a entrar no mundo dos oceanos através deste Aquário, com um espólio muito rico.

O Aquário Vasco da Gama localiza-se em Algés, muito perto do Tejo, e é tutelado pela Marinha Portuguesa desde 1901.

 

O Aquário Vasco da Gama divide-se em dois sectores:

 

- Museu: onde se pode apreciar um vasto património histórico e científico, através da exposição de uma grande variedade de animais marinhos conservados em meio líquido e naturalizados, bem como réplicas em fibra de vidro e resinas sintéticas. Para além disso está patente a Colecção Oceanográfica do Rei D. Carlos I, Rei de Portugal e imperador dos oceanos, um verdadeiro cientista dos mares.

DSC09733.jpg

 

DSC09734.jpg

 

- Aquário: é possível observar variadíssimos aquários, com uma fauna e flora muito ricas, onde é recriado o ambiente natural de diversos recantos dos oceanos (galeria dos invertebrados, fauna tropical de água doce, fauna tropical de água salgada, fauna marinha portuguesa...). Um cenário delicioso, com vaidosos peixes de múltiplas cores e feitios! Para além disso pudemos observar uma imponente tartaruga no Tanque das Tartarugas e uma otária no Tanque das Otárias, sem nos esquecermos da Lula Gigante que figurava no topo da nossa memória do Aquário.

DSC09760.jpg

DSC09741.jpg

DSC09755.jpg

DSC09758.jpg

DSC09774.jpg

DSC09781.jpg

DSC09794.jpg

DSC09788.jpg

DSC09790.jpg

 

O valor da entrada é de 5 euros para adultos e de 2,5 euros para menores de 15 anos e maiores de 65 anos. Até aos 3 anos a visita é gratuita.

Não deixem de visitar o Aquário Vasco da Gama, garantimos que são 1 a 2 horas bem passadas para miúdos e graúdos, numa visita onde se alia a ciência à diversão.

DSC09806.jpg

 Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:15

O primeiro fim de semana de Outono

por Os bloggers, em 27.09.15

Estamos oficialmente no Outono, chegou na passada Quarta-Feira, dia 23, às 8h21min e com ele chegaram também os dias mais frescos e "farruscos".

IMG_20141214_163005.jpgMas não vamos já ficar por casa deitados no sofá e embrulhados em mantas porque o sol ainda brilha com intensidade e muito quentinho lá fora.

Se ainda não têm planos para hoje e estão com alguma preguiça nós damos uma ajuda.

Se preferirem praia, existem diversos eventos a decorrer pelo país e dos quais destacamos os seguintes:

 

Figueira da Foz

Taça Ibérica de Kayaksurf e Waveski - 26 e 27 de Setembro

Duas modalidades que estão ainda a dar os primeiros passos mas que proporcionam um espectáculo fantástico, se não conhecem e se estão por perto aconselhamos a irem espreitar.

 

Sintra - Praia Grande

Sintra Portugal Pro 2015 - Circuito Mundial de Bodyboard - 22 a 27 de Setembro

Ontem estivemos por lá e o ambiente é de relax e muita festa, além disso podem ver os grandes nomes do bodyboard a competir e se tiverem sorte, tirar uma foto com o vosso favorito. O mar apesar de estar um pouco bravo para banhos ainda permite alguns mergulhos.

_DSC8273.jpg _DSC8264.jpg_DSC8277.jpg_DSC8293.jpg

 

Todo o País

Se preferirem um domingo mais cultural, termina hoje mais uma edição das Jornadas Europeias do Património 2015 e por isso, hoje, domingo dia 27 de Setembro, todos os Museus e Monumentos sob a tutela da DGCP têm entrada gratuita.

Consultem aqui o Programa

_DSC7244.jpgTorre de Belém, um dos locais gratuitos

 

Para terminar o domingo, relembramos que hoje ocorre o fenómeno da Super Lua conjugado com um eclipse total da Lua, um acontecimento que ocorreu pela última vez há 33 anos e só se prevê que volte a acontecer daqui a 18 anos, por isso dirijam-se para um local escuro e afastado das luzes da cidade e desfrutem da beleza deste acontecimento.

Mais informação sobre o fenómeno aqui.

_DSC7984.jpgFoto da Super Lua de Agosto, captada no Cais das Naus, Lisboa

 

Para terminar o dia podem ainda ir ao STR.EAT FEST em Lisboa. Podem consultar aqui mais informações.

 

Bom domingo e divirtam-se!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:30


Mais sobre mim

foto do autor


Sigam-nos


O melhor blog do mundo


Instagram




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Links

  •  




  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.