Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Cinema ao ar livre? É no CineConchas 2016

por Os bloggers, em 30.06.16

Em Junho começa o Verão e com ele vem também o Cine Conchas, que já vai na sua nona edição.

 

Noites quentes, final de semana, Verão... E eis que o Jardim do Parque das Conchas em Lisboa se transforma numa apelativa sala de cinema ao ar livre, com entrada gratuita e 9 bons filmes em cartaz!

A edição do Cine Conchas de 2016 começa hoje e termina a 16 de Julho, com cinema às Quintas, Sextas e Sábados, às 21:45.

 

O evento é organizado pelo Centro Social da Musgueira, EGEAC e Câmara Municipal de Lisboa.

A ideia é interessante e o programa não desilude, por isso não percam esta edição!

 

cine-conchas1.jpg

 

Programação completo do CineConchas 2016:
30 Junho – Mustang, de Deniz Gamze Ergüven
1 Julho – 007 Spectre, de Sam Mendes
2 Julho – Big Hero 6, de Don Hall e Chris Williams
7 Julho – Táxi de Jafar Panahi, de Jafar Panahi
8 Julho – Quarto, de Lenny Abrahamson
9 Julho – Perdido em Marte, de Ridley Scott
14 Julho – Truman, de Cesc Gay
15 Julho – A Queda de Wall Street, de Adam Mckay
16 Julho – Zootrópolis, de Byron Howard e Rich Moore

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

Cama Emprestada | Exe Hotel Salamanca

por Os bloggers, em 29.06.16

Durante a nossa estadia em Salamanca (espreitem tudo aqui e aqui), escolhemos o Exe Hotel Salamanca para pernoitar.

DSC03182.jpg

Trata-se de um hotel de 4 estrelas que não fica exactamente no centro histórico, mas fica mesmo ao lado do Parque de Los Jesuitas e a uma caminhada de apenas 8 minutos da Plaza Mayor e das Catedrais.

DSC02956.jpg

Ficámos muito satisfeitos. A nossa pesquisa na internet não nos enganou, pois conseguimos acertar com um hotel simpático, com uma boa relação qualidade / preço / localização. Perfeito para partir à descoberta e dormir sossegadamente!

Trata-se de um hotel com 63 quartos, com uma decoração contemporânea, de linhas simples e confortáveis.

DSC02881.jpgDSC02880.jpg

Os quartos são espaçosos, confortáveis e silenciosos, com uma casa de banho grande e funcional.

DSC02886.jpgDSC02887.jpgDSC02884.jpg

O acesso à internet é gratuito, sem limite de dispositivos e tem óptima cobertura no quarto (sempre bom!).

O pequeno-almoço também não desiludiu, com produtos frescos e com variedade (mas não se atrasem nem 1 minuto, porque na hora de término do pequeno-almoço a porta fecha-se mesmo).

Conseguimos estacionar o carro na garagem do hotel, durante o período da estadia.

A estadia ficou por 69 euros, com parque e pequeno-almoço incluídos. Se tivessemos optado apenas pelo quarto teria ficado por cerca de 45 euros.

De que é que estão à espera para passar um dia em Salamanca? As dicas estão dadas. Aproveitem!

Bons passeios!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

No berço da Vista Alegre

por Os bloggers, em 28.06.16

Já todos ouvimos falar da Vista Alegre, aqui e além fronteiras. É uma marca portuguesa que muito nos orgulha!

Fundada em 1824, por José Ferreira Pinto Basto, a Fábrica de Porcelana da Vista Alegre foi a primeira unidade industrial dedicada à produção da porcelana em Portugal. Pinto Basto começou por adquirir, em 1812, a Quinta da Ermida, perto de Ílhavo e da Ria de Aveiro. Em 1816 comprou a Capela da Vista Alegre e terrenos envolventes, tendo aí instalado a Fábrica da Vista Alegre.

IMG-20160610-WA0014.jpg

Em 1824, José Ferreira Pinto Basto apresentou uma petição ao Rei D. João VI para “erigir para estabelecimento de todos os seus filhos, com igual interesse, uma grande fábrica de louça, porcelana, vidraria e processos químicos na sua Quinta chamada da Vista-Alegre da Ermida”.

O complexo da Vista Alegre foi re-qualificado em 2015 e hoje podemos visitar o Museu, a Capela de Nossa Senhora da Penha de França, o Teatro, jardins, cafetaria e 3 lojas - Loja Vista Alegre (com a elegância de um museu!), o outlet Vista Alegre (um mundo de oportunidades, uma perdição) e a Loja Bordalo Pinheiro (genuinamente portuguesa e cheia de cor!). Para além do Montebelo Vista Alegre Ílhavo Hotel (que ocupa o antigo palácio residencial) e da Fábrica.

IMG-20160610-WA0012.jpg

Passámos recentemente, e quase sem contar, no complexo da Vista Alegre, apenas conseguimos visitar as lojas, mas ficámos maravilhados!

IMG-20160610-WA0013.jpg

Adorámos a harmonia e história do local... Vamos voltar seguramente para conhecer o Museu, a Capela, a Fábrica e, claro, o Hotel!

IMG-20160610-WA0010.jpgIMG-20160610-WA0011.jpg

Ah! Descobrimos que no próximo fim de semana, de 1 a 4 de Julho, decorrem as festas em honra de Nossa Senhora da Penha de França, no largo da Vista Alegre, com vários eventos (programa aqui) e grandes descontos da marca.

IMG-20160610-WA0015.jpg

Aproveitem!

Bons passeios!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

Lagoas Summer Break

por Os bloggers, em 26.06.16

O Lagoas Summer Break é o evento que proporciona concertos gratuitos durante a hora de almoço, entre as 13h e as 14h no Lagoas Park e que este ano comemora a décima edição.

O evento decorre todos os dias úteis de 20 de Junho a 1 de Julho e conta com nomes como Deolinda, The Gift, HMB, Cuca Roseta, For Pete Sake, Rita Redshoes, entre outros.

caoa-1.png

Se estiverem com receio de não conseguirem almoçar durante essa hora por causa da afluência, além dos 12 restaurantes que existem no Lagoas Park, há também roulotes de street food que conseguem assegurar uma boa refeição em tempo útil. Para sobremesa há gelados Santini.

Nós estivemos por lá na passada Sexta-Feira a ver os HMB e o ambiente é muito descontraído, há muitas cadeiras, puff's, relva e sombra para desfrutar do concerto confortavelmente e para quem preferir dançar também há muito espaço. 

IMG_20160624_132958.jpgIMG_20160624_135813.jpg

Os próximos concertos são:

27 JUN - Segunda - 13H00 - THE GIFT
28 JUN - Terça - 13H00 - ÁTOA
29 JUN - Quarta - 13H00 - FOR PETE SAKE
30 JUN - Quinta - 13H00 - RITA REDSHOES
1 JUL - Sexta - 13H00 - CUCA ROSETA

Se durante esta semana estiverem pela zona de Oeiras, fica esta sugestão para um almoço diferente.

Bons passeios!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:30

Um dia em Salamanca - Parte II

por Os bloggers, em 24.06.16

Como prometemos ontem, aqui fica o relato da parte da tarde.

Depois de almoçar fomos admirar a Plaza Mayor durante o dia. Pelo caminho apreciámos as ruas impecavelmente limpas e ladeadas por edifícios de cor amarelada mantendo a traça antiga. Salamanca acaba por se tornar numa cidade um pouco monocromática.

DSC03055.jpgDSC03052.jpgDSC03039.jpg

Das fachadas que vimos no trajecto pela Rua Compania destacamos - Casa de las Conchas (também espreitámos o interior, onde funciona uma biblioteca), Iglesia San Benito, Convento de las Agustinas, Iglesia de la Puríssima, Palacio de Monterrey e o Convento de las Úrsulas. Chegámos então à Plaza Mayor, que é uma praça muito bonita e onde se respira história. A Plaza Mayor foi construída no século XVIII, em estilo barroco e rapidamente se tornou num símbolo e centro de vida social da cidade. As suas quatro fachadas são todas diferentes e encontram-se preenchidas por vários restaurantes, lojas e esplanadas, a nível do piso inferior.

DSC03030.jpg

DSC03038.jpgDSC03033.jpgDSC03045.jpgDSC03041.jpg

Daqui fomos novamente em direcção às Catedrais, para visitar as suas torres, a entrada ficou por 3,75 euros. As Torres Medievais da Catedal constituem um dos emblemas mais importantes de Salamanca. Têm 110 metros de altura, impondo-se magestosamente numa vista ao longe e, por outro lado, proporcionando uma bela vista sobre o interior das catedrais e da própria cidade. Imperdivel!

DSC03065.jpgDSC03071.jpgDSC03076.jpgDSC03085.jpgDSC03096.jpgDSC03095.jpgDSC03101.jpg

Seguimos para a Universidad Pontificia, Iglesia e Torres de la Clerecía, em frente à Casa de las Conchas, a entrada ficou por 6 euros. Primeiro subimos às Torres de la Clerecía e voltámos a ter uma vista soberba da cidade. De seguida fizemos uma visita guiada pela sede histórica desta universidade e, respectiva igreja, a Iglesia de la Clerecía. Diz-se que a cúpula da igreja ficou inclinada depois do terramoto de Lisboa de 1755, sentido também em Salamanca.

DSC03120.jpgDSC03128.jpgDSC03127.jpgDSC03150.jpgDSC03151.jpgDSC03158.jpgDSC03156.jpg

DSC03160.jpg

Após as visitas, recuperámos energias com um Frozen Yogurt, que sabe sempre bem!

A visita a esta cidade dos estudantes estava a chegar ao fim, decidimos fazer um trajecto alargado para o parque onde deixámos o carro, para poder ver as fachadas do Convento de las Dueñas e do Convento e Iglesia de San Esteban e passámos o Rio Tormes desta vez pela Puente Romano, uma bonita ponte romana.

DSC03165.jpgDSC03166.jpgDSC03167.jpgDSC03173.jpgDSC03180.jpgDSC03189.jpgDSC03190.jpgDSC03193.jpg

Às 20 horas locais, precisamente 24 horas depois da chegada a Salamanca, rumámos novamente até terras lusitanas. Voltámos a utilizar a Autovía de Castilla, que nos deixa em Vilar Formoso, sem ter de pagar portagens. Não deixa de ser irónico que esta é uma via muito utlizada por portugueses, principalmente camionistas, e que nuestros hermanos construíram gratuitamente (quase só) para nós. Também não podemos deixar de reparar nos 25 cêntimos de diferença entre o gasóleo do lado de cá para o de lá... Fronteiras!

Bem, auto-estradas e portagens de lado, foram dois dias muito bem passados, no país vizinho, mesmo aqui ao virar da esquina!

IMG_20160606_202936.jpg

Só podemos dar um conselho: aproveitem as nossas dicas e vão até Salamanca!

Bons passeios!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

Um dia em Salamanca - Parte I

por Os bloggers, em 23.06.16

Já o Sol se estava a pôr quando chegámos a Salamanca.

Cruzámos a fronteira em Vilar Formoso perto das 14 horas, que logo se transformaram em 15 horas. Parámos na Ciudad Rodrigo logo a seguir à fronteira, para almoçar e conhecer este histórico município (que já vos demos a conhecer aqui). Às 19 horas arrancámos para Salamanca, onde chegámos por volta das 20 horas.

DSC02964.jpg

Não conhecíamos Salamanca, uma cidade cheia de história e com uma das mais antigas universidades do mundo. Ficámos fascinados desde logo ao entrar na cidade, com a imponência e beleza das catedrais, que se destacam ao longe.

Fomos directos para o hotel, o Exe Hotel Salamanca, de 4 estrelas. Não fica exactamente no centro, mas fica apenas a uma caminhada de 8 minutos da Plaza Mayor e das Catedrais. A nossa pesquisa na internet não nos enganou, pois conseguimos acertar com um bom hotel, com uma boa relação qualidade / preço / localização (daremos todas as informações na rúbrica "Cama Emprestada").

Fizemos check-in, estacionámos o carro no hotel e partimos à descoberta com um mapa que pedimos no hotel.

 

Ainda antes de jantar, fomos directos à Plaza Mayor, passámos pela Casa de Las Conchas e Universidad Pontificia e circundámos as belas Catedrais. Pelo caminho ainda houve tempo para conhecer um bonito jardim, designado Huerto de Calixto y Melibea. Basicamento fizemos um reconhecimento do terreno, para no dia a seguir explorar detalhadamente. Jantámos na simpática Rua Mayor, uma rua pedonal que liga todos estes centenários locais, para depois aterrar na confortável cama do Exe Hotel.

DSC02889.jpgDSC02903.jpgDSC02907.jpgDSC02922.jpg

DSC02939.jpgDSC02931.jpgDSC02952.jpgDSC02942.jpg

No dia seguinte a ideia era acordar cedo, mas férias são férias e levantámo-nos mesmo em cima da hora de não falhar o pequeno-almoço do hotel (somos peritos nisso!).

Às 11 horas começou a nossa jornada. Começámos por visitar o Parque - Huerta de Los Jesuítas. Um bonito e grande parque verde da cidade, mesmo ao lado do hotel. De seguida fizemos check-out e levámos o carro para um parque grátis, no lado Sul da Puente Enrique Estevan, a cerca de 8 minutos a pé das Catedrais. A curta caminhada até à zona histórica é muito agradável.

DSC02959.jpgDSC02958.jpgDSC02963.jpg

Começámos por visitar a Catedral Nueva e a Catedral Vieja, construídas lado a lado e interligando-se. A entrada conjunta é de 4,75 euros, com direito a audio-guia. A visita começa pela Catedral Nueva, que foi construída entre os séculos XVI e XVIII, misturando o estilo gótico tardio, renascentista e barroco. Esta catedral foi construída encostada ao muro Norte da Catedral Vieja (que felizmente não foi destruída), para poder responder ao aumento demográfico da cidade, muito por "culpa" da reconhecida Universidade de Salamanca, actualmente uma das mais antigas e conceituadas da Europa. Esta Catedral é constituída por várias pequenas capelas laterais e tem dois imponentes orgãos. A Sul da Catedral Nueva transitamos para a Catedral Vieja, construída entre os séculos XII e XIV, em estilo românico e gótico. Os traços são mais simples do que os da catedral mais recente, mas cativam pela antiguidade, originalidade e pinturas de grande valor que perpetuam até hoje. Gostámos muito da visita. Ah! À entrada na Catedral Nueva, pela Plaza de Anaya, não se esqueçam de identificar o Astronauta esculpido na sua fachada. Sim, um Astronauta, da autoria de Jerónimo Garcia, que na década de 90 do século passado restaurou a Catedral e como manda a tradição esculpiu uma marca identificativa do século do restauro - a figura escolhida (e muito bem) foi um astronauta. Apreciem também o Dragão que se delicia com um gelado de cone com 3 bolas que é também uma marca do restauro de 1992. 

DSC02985.jpg

DSC02979.jpgDSC02975.jpgDSC03014.jpg

DSC03020.jpgDSC03021.jpg

Após a visita às Catedrais fomos almoçar; voltámos a comer num dos espaços da Rua Mayor, desta vez na esplanada. Muito agradável!

DSC03027.jpg

 

Depois do almoço retomámos o nosso roteiro por Salamanca, mas esta segunda parte do passeio será desvendada amanhã. Não percam!

 

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

Ciudad Rodrigo, ali mesmo ao virar da esquina

por Os bloggers, em 21.06.16

Ali mesmo ao virar da esquina, ou como quem diz, meia dúzia de quilómetros depois de passar a fronteira de Portugal em Vilar Formoso, ergue-se a Ciudad Rodrigo, considerada Conjunto Histórico-Artístico de Espanha.

DSC02877.jpgDSC02873.jpg

Cidade Rodrigo é um município de Espanha, na província de Salamanca, comunidade autónoma de Castela e Leão, conhecido por ter um centro histórico protegido por muralhas que nos transporta literalmente no tempo. A maioria das construções datam dos séculos XV e XVI, altura em que a cidade viveu tempos de esplendor. Das construções destacam-se a muralha medieval, a Catedral e o Castelo. A muralha data do século XII.

DSC02865.jpg

Passámos uma tarde na Cidade Rodrigo, antes de prosseguir viagem para Salamanca.

Entrámos nas muralhas pela porta junto à Catedral e ao posto de turismo, a porta mais a Norte e que liga a parte nova à parte história de Ciudad Rodrigo. O posto de turismo estava fechado, porque era Domingo à tarde, mas em contra-partida a visita à Catedral era gratuita.

DSC02869.jpgDSC02804.jpg

Almoçámos numa das várias esplanadas do local; escolhemos um menú com direito a primeiro e segundo prato, bem à moda de nuestros hermanos. Bem, a barriguinha cheia e os 30ºC que se faziam sentir quase que comprometeram o nosso passeio pedonal.

Depois do almoço, começámos por apreciar a imponente Catedral de Santa Maria, a Iglesia de Cerralbo e as vistas das muralhas para Norte e Oeste, bem como as praças circundantes - Plaza de Amayuelas, Herrasti, San Salvador, Mazarrasa (onde almoçámos) e Buen Alcaide.

DSC02872.jpgDSC02806.jpg

Daí seguimos para a Plaza Mayor, que é uma praça grande e muito bonita, onde se respira história, como aliás a maioria das praças principais das cidades espanholas, onde inevitavelmente gira século após século a vida social dos locais. Nesta praça localiza-se o Ayuntamiento de Ciudad Rodrigo.

DSC02807.jpgDSC02813.jpgDSC02809.jpg

Depois de passar a Plaza Mayor fomos até à Porta de Santiago, do lado oposto ao qual entrámos nas muralhas. Neste local existe uma espécie de miradouro com vistas sobre o rio e a antiga ponte. Libertador!

DSC02838.jpg

Seguimos para a Plaza del Castillo, onde entrámos no antigo Castillo Alcazar de Enrique II, hoje transformado num hotel. Apesar de convertido numa unidade hoteleira a bonita Torre de Menagem mantém-se aberta a visitas públicas (a entrada é 1.5 euros). Para além disso podemos visitar o jardim e pátios interiores. É um espaço engraçado e a apelar ao ócio.

DSC02847.jpgDSC02859.jpgDSC02831.jpgDSC02830.jpgDSC02836.jpg

Final de tarde e hora de voltar ao carro.

Foi uma tarde bem passada, embora sem transcender, e que serviu de aperitivo para o que viria a seguir - Salamanca!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

Welcome Summer!

por Os bloggers, em 20.06.16

Yeeeeeeeeeeee!!!

E eis que chegou a estação mais esperada do ano!!!

 

Summer.jpg

Verão, és muito bem-vindo e demora-te muitooooooo por estas paragens!

E já agora, não percam o fantástico luar deste solstício de Verão!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:30

Os Santos em Lisboa

por Os bloggers, em 18.06.16

O Santo António já se acabou, mas falta o São João e o São Pedro, por isso Junho é mês de Santos e de festas populares e Lisboa continua muito animada, bem como muitos outros pontos do país.

IMG_20160613_205724.jpgIMG_20160613_211514.jpg

No dia de Santo António fomos jantar a Alfama, à semelhança do ano anterior. O sítio escolhido foi também o mesmo, o Retiro da Aida. O rebuliço já não é tanto como na noite de Santo António, mas o ambiente ainda é de grande festa. Mas a festa não acabou, Alfama continua com muita alegria e os jantares prometem ser animados, por isso se ainda este ano não deram um saltinho a Alfama, toca a fazê-lo este fim-de-semana ou durante o resto do mês.

IMG_20160613_205735.jpg

IMG_20160613_215810.jpg

Ontem foi noite de irmos aos Santos Populares de Carnide. Junto ao Coreto de Carnide estava um ambiente de grande festa, onde não faltava o baile, os manjericos (caros por sinal), as farturas (quentes e boas), os balões, as rifas e claro, os comes e bebes. Para a parte da comida havia várias opções - restaurantes do largo com esplanadas improvisadas na rua ou um espaço para comprar uns petiscos (bifanas, chouriço assado, sardinha no pão, caracóis...) e sentar numas mesas no local. Optámos pelas bifanas, que estavam óptimos e no fim fomos às farturas, que estavam igualmente deliciosas (para apagar da memória as farturas minúsculas da Feira do Livro). As festas populares de Carnide duram até ao final do mês, por isso se estiverem por perto não há desculpa para não ir petiscar uma bifana ou sardinha assada.

IMG-20160617-WA0003.jpgIMG_20160617_223559.jpgIMG_20160617_231121.jpg

Para além desta grande festa junto ao coreto de Carnide, ontem houve também desfile de marchas populares junto ao Jardim da Luz, onde a noite culminou com o desfile da marcha da casa - a Marcha de Carnide.

Os Santos Populares continuam em alta durante todo o mês de Junho, por isso aproveitem as festas!

 

Acompanhem-nos também no Facebook e no Instagram.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:31

Dicas de Fotografia em Viagem

por Os bloggers, em 17.06.16

Quem gosta de viajar gosta de fotografar os lugares por onde passa. São os registos das nossas memórias que acabam por ser a interpretação dos cenários que ficamos a conhecer, que gostamos de recordar e partilhar com os outros. Hoje gostaríamos de deixar aqui algumas dicas sobre a fotografia em viagem, pois tem algumas particularidades.

DSC03578.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Sigam-nos


O melhor blog do mundo


Instagram




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D




subscrever feeds


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.